As meninas cá de casa

As meninas cá de casa
dezembro/2015

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Esquemas de tricot # 5


Gosto muito desta proposta outonal.
Deixo aqui o registo com o respetivo esquema para quem quiser meter mãos à obra.
Eu gostava, mas entre banhos, jantares, TPC's colocar 2 piolhas a dormir (uma de cada vez) e tarefas do lar, não me tem sobrado tempo para as agulhas, mas estou com esperança que com as noites maiores a chegar e com a rotina implementada cá em casa consiga tricotar nem que sejam 10 minutos (já sinto tanta falta)


imagem retirada da net

sábado, 24 de setembro de 2016

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

sábado, 10 de setembro de 2016

Vindima


Para alguns o mês de setembro representa a continuação da época balnear, algumas pessoas gostam de gozar as ditas férias de verão neste mês, para outros (quem tem filhos em idade escolar) significa início de nova época escolar e respetivas atividades extra curriculares, para mim em particular setembro representa não só o mês do meu aniversário como também o mês da vindima, ou não fosse eu ter nascido em plena época, depois da minha mãe ter andado um dia inteiro a vindimar (uma excelente forma de fazer a preparação para o parto).


Os meus avós e os meus pais sempre tiveram vinhas e por isso a vindima é algo presente todos os anos desde que me conheço por gente. Por opção dos meus pais enquanto vivi na casa deles nunca fui à vindima, era um trabalho que eles gostavam de fazer mas como se sabe o trabalho no campo não é fácil e eles sempre tentaram poupar-me a esse trabalho, eu até lhes agradeço mas não pensem que eu ficava sentada no sofá em casa sem fazer nada, eu tinha a minha própria tarefa atribuída durante a vindima a partir dos meus 14 ou 15 anos que consistia em fazer o almoço para o rancho (conjunto de pessoas que andava a vindimar e vinham lá a casa almoçar), não era tarefa fácil tendo em conta que eu durante o resto do ano até nem cozinhava muito (para não dizer quase nada) durante o tempo da vindima tinha de cozinhar para cerca de 20 pessoas.


O ano em que casei coincidiu com uma altura em que a minha mãe, por motivos de saúde, já tinha mais dificuldade em ir vindimar e eu decidi que a partir dessa altura iriamos trocar, eu ia passar a vindimar e ela ficaria em casa a fazer a comida para o pessoal, e foi então que comecei a desempenhar anualmente esta tarefa da qual até gosto, muito mais do que ficar em casa a fazer comida para aquela gente toda. Só no ano passado é que não fui vindimar por ter sido mãe da Diana à pouco tempo. Hoje regressei à vindima e apesar de ser um trabalho cansativo acaba por ser divertido, pelo convívio com o restante grupo que é constituído em grande parte por família e amigos, é um trabalho duro mais ao mesmo tempo libertador e relaxante, estar ali no meio da natureza e saber que estou a ajudar o meu pai numa tarefa faz-me sentir bem, cansada mas feliz!

Imagens retiradas da net

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Ufa, correu bem!

Ontem, dia 1 de setembro, foi a vez da Diana iniciar o Infantário e felizmente correu muito bem!
Espero que não seja apenas sorte de principiante. 
Ficou bem, não chorou, eu vim para casa toda nervosa a pensar: ai ai ai será que ela vai gostar, será que daqui a 5 minutos ela desata num pranto e eu não dou por isso? Qual quê, a rapariga gostou das novidades, dos colegas, da educadora e auxiliar, dormiu a sesta lindamente, comeu bem, que mais uma mãe pode querer? Quando a fomos buscar à tarde, assim que saí do carro ouvi uma choradeira terrível (vários miúdos a chorar ao mesmo tempo) e lá fui eu toda nervosa até à sala já a imaginar ela de lágrimas a saltar e a chorar com toda a força que tem mas enganei-me redondamente, os choros eram da sala ao lado e na sala da Diana apenas estavam 4 crianças e qual delas a mais tranquila, quando nos viu deu um grito de satisfação que me deixou de sorriso de orelha a orelha.


Hoje, foi mais um dia de nervos porque a Diana foi à consulta dos 12 meses e foi levar não uma, nem duas mas sim 3 vacinas! Minha rica filha, ficou com os bracitos tipo passador, duas num braço e uma no outro braço.
Mais uma vez fui levá-la ao Infantário com os nervos a tomarem conta de mim, a pensar: será que ela hoje já não vai gostar tanto, será que vai ficar murchinha por causa das vacinas? Só desejava que o tempo passasse e que chegasse a hora de a ir buscar, quando lá cheguei fiquei novamente muito feliz porque lá estavam os 4 amiguinhos tranquilos e a brincar, na maior, quando viu quem estava lá deu novamente o seu grito de satisfação que me tranquilizou na hora, veio para o meu colo mas no instante seguinte queria ir novamente brincar com os novos amiguinhos e quando a auxiliar da educadora a chamou esticou logo os braços para ela o que me deixou muito satisfeita, vamos ver se esta tranquilidade e vontade dela estar no Infantário se mantem, eu estou a torcer para que sim!


Imagens retirada da net

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

As mulheres e as malas

A par da minha adoração por sapatos, roupas e acessórios fica também a minha adoração por malas, definitivamente sou mulher! :-)
Vi esta mala no site da H&M e simplesmente adorei, acho que tem mesmo a minha cara! Existe disponível em 2 cores e por mim podiam vir as duas morar cá para casa que eu não me importava nadinha.



domingo, 21 de agosto de 2016

Detalhes do Batismo da Diana

A fatiota da mana mais velha

As mesas da festa

A mesa das meninas batizadas

O bolo do 1.º aniversário da Diana

As lembranças para os convidados: sacos bordados com anjinhos brancos lá dentro

O batizado foi da minha filha e da minha sobrinha

O bolo do batizado

O plano das mesas

A fatiota da mamã

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

1 ano de Dianinha


Faz hoje 1 ano que nasceu a segunda princesa deste castelo, que nos veio mostrar que o amor pelos filhos não se divide, multiplica-se!

O bolo artesanal feito pela mamã

Brincadeiras no quarto da mana