As meninas cá de casa

As meninas cá de casa
dezembro/2015

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Está quase....

Imagem retirada da net


Chegou o mês de agosto, o mês em que a minha princesa mais nova vai nascer, estou grávida de 37 semanas e a ansiedade começa a aumentar...
Sempre pensei que ia ter mais receio do 2.º parto do que do 1.º, em parte porque da primeira vez vamos um bocadinho sem saber ao certo ao que vamos e à segunda já sabemos perfeitamente que não vamos propriamente para um SPA e que por vezes as coisas se complicam.
Da 1.ª vez rebentaram-me as águas mais de 15 dias antes da data prevista para o parto, tinha feito caminhadas grandes nos dias antecedentes mas não tinha dores nem nada que fizesse prever que o parto se aproximava tão rápido. Mantive a calma, fui tomar um banhinho, tomar o pequeno almoço, fazer a cama (foi por volta das 7 da manhã que se deu o "dilúvio") o meu marido estava bem mais nervoso que eu, ainda lhe pedi para me tirar uma foto à saída de casa para a maternidade, eu toda sorridente como se nada fosse, dei entrada na maternidade e lá permaneci, nas primeiras 24h 1 dedo de dilatação (bonito serviço) toca de reforçarem as doses de medicamento para provocar as contrações e consequente dilatação o que finalmente funcionou, depois de mais 3 ou 4 horas levei epidural e a partir daí não tive razão de queixa, zero dores até à hora do parto que ocorreu depois de mais 4 ou 5 horas, ao todo foram cerca de 34h desde que dei entrada na maternidade até à minha filha nascer, foi muito tempo à espera, no entanto, não se pode dizer que tenha ficado traumatizada, apesar de ela ter nascido com ajuda de forceps e de nascer pequenina e super cansada e não conseguir ter força para mamar, apesar de ter ido para a neonatologia, tudo passou e hoje está uma grandona!
 
Agora da 2.ª vez, com o decorrer da gravidez fui mantendo a calma e tentando não pensar muito no parto (parecia sempre que ainda faltava muito tempo) com o facto de ter frequentado a preparação para o parto consegui ir mantendo a calma até começar a ver grávidas com mais ou menos o mesmo tempo de gestação que eu começaram a dar à luz...parece que por aqui também se fez luz e comecei a pensar à séria no assunto tentando manter-me tranquila (até ver).
Desta vez tenho dores pélvicas quando ando, coisa que não aconteceu na 1.ª gravidez, estou relativamente bem sentada ou deitada mas quando me levanto e ando dói! 
O que eu gostava mesmo era de conseguir chegar ao hospital já com 3 ou 4 dedos de dilatação feita, levar epidural e esperar pelo parto tranquilamente, isso sim era o ideal de parto, de preferência com poucas dores ou dores suportáveis e que eu conseguisse controlar sem grandes problemas, isso é que era!
Vamos ver o que me espera... 
Já andei a espreitar o calendário das luas:
 
Imagem retirada da net

Dizem que a lua tem influência nos partos e que a lua nova é a lua das meninas, será? Coincidência ou não a minha filha mais velha nasceu na lua nova.
Tendo em conta que eu gostava que a minha  filha nascesse dia 15 de agosto (quando faço anos de casada) e que a lua nova é no dia 14 até parece que a situação está bem encaminhada :-)
Qualquer das maneiras, o que eu não queria mesmo era que ela nascesse prematura, com toda as condicionantes que isso implica, como já não há esse risco, a partir das 37 semanas é aceitável nascerem sem qualquer problema, já me sinto mais descansada e por isso filha quando quiseres vir serás muito bem vinda e terás muito amor à tua espera!
Cá te esperamos Diana Margarida :-)




10 comentários:

  1. Tudo correrá bem. Muitas felicidades!
    Beijinhos.

    www.trapinhartes.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Te desejo uma boa hora e muitas felicidades com seu novo bebe.
    Tenha uma ótima semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada!
      Agradeço e retribuo os votos de ótima semana.
      Bjs

      Eliminar
  3. Dora bem sei o que são essas dores pélvicas de que falas, um peso constante, eu levantava o pé do chão e começava logo a sentir uma pressão enorme. deitada, para mudar de posição, nem que fosse só levantar 1mm do pé/perna sentia essa dor muito forte na musculatura pélvica, ainda senti isso no pós parto do meu 2º filho, do 1º filho não tive este problema. senti essas dores e dormi sempre muito mal desde as 28 semanas de gravidez e foi até à véspera de fazer 41 semanas.... Gostaria de te deixar umas palavras de grande apoio, aproveita para descansar mesmo e tenta não criar muitas expectativas se o parto vai ser assim ou assim, tenta manter o foco de que é tudo normal, a dor, o momento. Eu ainda digiro muito mal o meu 2º parto, não foi nada como quis, apesar de ter sido normal, mas senti-me muito mal tratada e por ruptura de bolsa ainda que alta, ou seja , com perdas de liquido muito pequenas, fui para o hospital passadas umas 3 horas e desde que fui internada sem dilatação suficiente tive de ouvir vozes discordantes que devia de ter ido mais cedo, que podia ganhar infecção, que o meu TP ia demorar e não me ouviam nos meus sinais, quando eu falava do que eu sentia... se fosse hoje tinha ido mais tarde ou então batido mais de frente com quem me tratou mal e depois como tive parto de madrugada e bastante rápido em 1h passei de 2 dedos para total dilatação não fui acompanhada pelo meu marido porque para além de termos um menino de 3 anos o horário das visitas terminava às 21h e como a médica teimava que eu não estava em TP ainda hoje passados quase 10 meses sinto-me ferida emocionalmente. Conto-lhe isto não para a assustar mas para ter noção que o que planeamos ter ou acontecer não depende só de nós mas de um monte de pessoas que podem nos ajudar ou não... Mas assim que temos os nossos tesouros nos braços tudo pára nós para contemplar as nossas riquezas... Beijinhos e tudo de bom para voçês

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pela partilha dessa experiência Susana.
      Toda a gente diz que não há partos iguais, eu estou na expectativa para ver como vai ser este meu segundo parto, mas a tentar não pensar muito no assunto, se bem que quando as contrações aparecem fico logo assim a modos que um bocadinho "aflita" a pensar: será que é agora?!?! Eu, por exemplo, sempre gostei de ver mulheres grávidas e quando via alguma ficava logo a imaginar como eu ficaria quando chegasse a minha vez, tudo em versão muito romântica, no entanto, depois de ter a minha primeira filha e ainda bastante tempo depois sempre que via uma grávida não conseguia evitar pensar: "coitada, esta ainda vai ter de parir" :-) acho que ficamos sempre algo tocadas com a nossa experiência mas também sei que tudo passa, as dores passam, as recordações ficam para todo o sempre, a experiência para partilhar com as próximas, portanto só quero mesmo que a minha menina nasça sã e escorrente como diziam as pessoas mais antigas :-)
      Bjs

      Eliminar
  4. Já consegui :) não estava a conseguir aceder ao teu blog, aparece sempre uma pagina de vírus.
    Espero que corra tudo bem e votos de muitas felicidades. No dia 15 de Agosto também será o baptizado da minha princesa :)
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também me acontece o mesmo quando tento visualizar ou comentar blogs através do google, se entrar na net através do firefox, por exemplo, não tenho esse problema, não sei porque é que isso acontece, se alguém souber como ultrapassar esta questão agradeço que diga!!
      A minha filha mais velha também foi batizada no dia 15 de agosto, 2 anos depois de eu ter casado, gosto muito desse dia. Agradeço os teus votos e desejo que tudo corra como sonhaste no batizado da princesa :-)
      Bjs

      Eliminar

Deixem os vossos comentários, ficarei muito satisfeita quando os receber!