As meninas cá de casa

As meninas cá de casa
dezembro/2015

sábado, 10 de setembro de 2016

Vindima


Para alguns o mês de setembro representa a continuação da época balnear, algumas pessoas gostam de gozar as ditas férias de verão neste mês, para outros (quem tem filhos em idade escolar) significa início de nova época escolar e respetivas atividades extra curriculares, para mim em particular setembro representa não só o mês do meu aniversário como também o mês da vindima, ou não fosse eu ter nascido em plena época, depois da minha mãe ter andado um dia inteiro a vindimar (uma excelente forma de fazer a preparação para o parto).


Os meus avós e os meus pais sempre tiveram vinhas e por isso a vindima é algo presente todos os anos desde que me conheço por gente. Por opção dos meus pais enquanto vivi na casa deles nunca fui à vindima, era um trabalho que eles gostavam de fazer mas como se sabe o trabalho no campo não é fácil e eles sempre tentaram poupar-me a esse trabalho, eu até lhes agradeço mas não pensem que eu ficava sentada no sofá em casa sem fazer nada, eu tinha a minha própria tarefa atribuída durante a vindima a partir dos meus 14 ou 15 anos que consistia em fazer o almoço para o rancho (conjunto de pessoas que andava a vindimar e vinham lá a casa almoçar), não era tarefa fácil tendo em conta que eu durante o resto do ano até nem cozinhava muito (para não dizer quase nada) durante o tempo da vindima tinha de cozinhar para cerca de 20 pessoas.


O ano em que casei coincidiu com uma altura em que a minha mãe, por motivos de saúde, já tinha mais dificuldade em ir vindimar e eu decidi que a partir dessa altura iriamos trocar, eu ia passar a vindimar e ela ficaria em casa a fazer a comida para o pessoal, e foi então que comecei a desempenhar anualmente esta tarefa da qual até gosto, muito mais do que ficar em casa a fazer comida para aquela gente toda. Só no ano passado é que não fui vindimar por ter sido mãe da Diana à pouco tempo. Hoje regressei à vindima e apesar de ser um trabalho cansativo acaba por ser divertido, pelo convívio com o restante grupo que é constituído em grande parte por família e amigos, é um trabalho duro mais ao mesmo tempo libertador e relaxante, estar ali no meio da natureza e saber que estou a ajudar o meu pai numa tarefa faz-me sentir bem, cansada mas feliz!

Imagens retiradas da net

1 comentário:

Deixem os vossos comentários, ficarei muito satisfeita quando os receber!